Picture
Como nós podemos ser realmente felizes?
Aqui estão algumas respostas que são baseadas em acontecimentos reais e que são verdade.

Eu quero que vocês saibam do Primeiro Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos que nós achamos que vocês são os melhores!
Nós somos imensamente orgulhosos de vocês. Nós queremos o melhor para vocês e agradecemos ao Senhor por vocês jovens quererem viver os padrões do Evangelho de Jesus Cristo.
Nós com certeza somos mais velhos que vocês. E aqueles que viveram um pouco mais e trilharam caminhos mais distantes tomaram conhecimento do que pode nos fazer feliz e do que NÃO pode nos fazer feliz.
E o que faz pessoas felizes é o Evangelho de Jesus Cristo, até mesmo se em sua idade você está só começando a aprender essa maravilhosa verdade.

Eu gostaria de voltar um pouco no tempo, aproximadamente 600 anos, para o fim do ano de 1412. Nessa época em uma pequena vila na França, um bebê nasceu. Um bebê que pouco tempo depois, na idade que muito de vocês estão, mudou o cenário politico e religioso de seu mundo.
Através de evoluções militares e uma variedade de experiências religiosas,Joana d'Arc se tronou capitã do exército fracês na idade de 16 anos. Obteve uma série memoravel de batalhas e vitória. Ela trouxe aclamação para sua causa e para ela mesmo, inspirando não só os homens que estavam sob seu comando, mas também toda a nação francesa.
Mais tarde ela foi capturada, investigada e condenada à morte.
Queimada na foqueira sua vida terminou aos 19 anos.

Assim que o fogo começou a alastrar-se ao redor da fogueira que ela estava presa, Joana teve a última chance de salvar sua vida e reconquistar sua liberdade, tais coisas seriam adquiridas se ela negasse sua religião e crença.
Ela se recusou a negar qualquer coisa que ela acreditava ou qualquer coisa que ela disse sobre sua fé.
Ela escolheu o fogo ao inves de liberdade e principios ao inves de politica.

Maxwell Anderson, que escreveu um drama sobre essa jovem moça e sua coragem, conta-nos que ela disse essas palavras quando as chamas começaram a consumi-la:
"O mundo pode usas essas palavras... Todo homem entrega sua vida por aquilo em que ele acredita, toda mulher entrega sua vida por aquilo em que ela acredita. As vezes as pessoas acreditam em poucas coisas ou em nada, e ainda assim eles desistem de suas vidas por essas coisas.
Uma vida é tudo o que temos, e nós vivemos isso assim como nós acreditamos nisso, e então ela se vai.
Mas render e desistir daquilo que você é, e viver uma vida sem crenças, isso é muito mais terrível que morrer, mais terrível do que morrer jovem.

Meus pequenos irmãos e irmãs, essa é minha mensagem para vocês, uma mensagem minha e dos líderes da Igreja e de uma jovem adoloscente que viveu 600 anos atrás.
"Uma vida é tudo o que temos" e nossa alegria virá em viver no caminho certo e pelas razões certas. Razões que são eternas, razões que importam e fazem a diferença nessa vida e na próxima. Mas nós não estamos desejando sua morte!
Nós com certeza não queremos que vocês morram jovens, mas verdadeiremente há algumas coisas piores do que morrer. Nas palavras de Joana viver sem crenças e entregar o que você é contraria o que você sabe, ou deve saber que é verdade.

Dois anos atrás o tema da Mutual foi: "Firmes e inamoviveis [...] em boas obras" (Mosias 5:15). Ano passado o tema foi "ser.. um exemplo dos fiéis" (1 Timóteo 4:12). E esse ano o tema é "Sê forte e corajoso" (Josué 1:9)
Esses temas falam espiritualmente e de forma muito mais forte o que aquela jovem francesa tentou transmitir tanto tempo atrás.
Joana e as escrituras dizem:

Levante-se e seja forte (em alguns casos isso significa cresça e seja seja forte.)
Seja firme e fiel.
Seja corajoso.
Seja digno.
seja Limpo.

Eu uma só expressão eu me lembro de minha própria juventudade. A expressão era: Seja sério. Sério sobre o Evangelho, sério sobre as decisões na vida, sério sobre arrepender-se caso seja necessário e sério sobre as consequencias se eu não me arrependesse.

Eu não me invejo das mudanças que vocês encontraram e encaram no mundo em que vocês vivem, um mundo que é muito diferente do que eu vivi no passado. Vocês têm mais tentações do que eu tive, vocês encaram um mundo menos compromentido com valores religiosos, vocês lidam com drogas que eu nem sabia que existiam e pornografia, bem, em meu tempo nós nem sabíamos o que essa palavra significava ou o que ela representava.
Mas também é verdade que eu nunca tive um computador ou um celular, muito menos um iPod.
Vocês tem muito mais bençãos materiais do que eu tive, porém junto com essas bençãos vieram também um monte de tentações, tritezas e angústias e muito mais tragédias pessoais.

O que seus líderes e eu estamos dizendo é "confie em nós."
Nós estamos tentando chamar a atenção de vocês para o caminho que nós já percorremos e que nós ainda estamos percorrendo.
Sim, nós ainda estamos caminhando, mas nós estamos com um pouco mais de experiência e sabedoria. Nós queremos ajudar. Nós não queremos sufocar vocês, deixar vocês irritados ou violar e prejudicar seu glorioso futuro, porque isso é exatamente o que nós queremos para vocês: um futuro glorioso!
E isso significa querer sua segurança, sabendo das consequencias de suas ações. Eu tenho visto essas consequencias na vida de outras pessoas nesses 50 anos que eu tenho falado sobre isso. Mas eu poderia estar 150 anos atrás ou até mesmo no caso de Joana d'Arc, 600 anos. Não haveriam muitas mundaças.
Como Alma disse há mais de 2.000 anos atrás, "Iniquidade nunca foi felicidade" (Alma 41:10). E isso ainda é verdade!

Meus pequenos irmão e irmãs, eu amo vocês. Eu tenho viajado pela Terra e encontrado com alguuns de vocês. Eu tenho amado e admirado vocês em todo lugar onde os encontro. Vocês inspiram-me e enchem-me de esperança.
Em muitos casos e em muitas das vezes vocês tem agido melhor do que minha geração agiu. Eu suponho parcialmente que isso tem acontecido porque vocês têm sido forçados a encarar sua fé seriamente e a respeitar os mandamentos que lhes tem sido pedido para guardar.

Ouçam as palavras do Senhor. Ouçam seus líderes. Ouçam seus pais. Ouçam o melhor que há dentro de vocês. E acima de tudo, ouçam o doce, delicado e incontestável sussurro do Espírito que irá te ensinar todas as coisas, incluindo aquelas que eu estou dizendo que são verdade. Isso é verdade.

Acredite em você mesmo, e acreditem no evangelho. Acreditem que nós conhecemos o assunto que estamos falando, e que nós estamos falando sobre quão maravilhosos vocês são e quão maravilhosas suas vidas podem ser se vocês viverem no Evangelho de Jesus Cristo.

Eu testifico que o Presidente Monson ama vocês, testifico de seu profético papel.
Eu estifico que Deus ama vocês e que ele quer que vocês se agarrem à Igreja e ao Evangelho.
Eu testifico que Cristo vive e ama cada um de vocês, que ele deu a vida por cada um de nós. E que ele morreu porque algumas coisas importaram mais para ele do que a morte, importaram mais do que morrer jovem. O que importou mais para ele e mais do que ele foi você, sua vida, sua chance, seu tempo, seu futuro e sua salvação.



*Discurso proferido pelo Elder Jeffrey R. Holland dos Doze.